Novidades entre Kester e Royal

Em 29 de abril, eu, Guilherme Kalel e Nathália Valle, estivemos na cidade de Porto Alegre, no RS, na sede da Onor.
Firmamos uma parceria com a marca, que irá beneficiar todos os lados, e hoje essa parceria começa a ser melhor revelada.

Uma das novidades é a transferência do departamento de jornalismo da Onor Kester 10 G, que agora será uma marca só de tecnologia, para a marca Royal.
Vamos absorver o departamento, claro que com cortes porque nossa estrutura não permite acolher todos.
Das atuais 9 jornalistas que integram o núcleo, levaremos 3 para o Portal Royal Express.
Essas escolhidas serão por critérios adotados pelo Conselho Administrativo Royal.

O que deve acontecer com a marca Kester?
A marca vai se transformar numa atuante da área de tecnologia, dividida em vertentes.
Onor Kester Games
Departamento de jogos da empresa que continuará ativo, vendendo a plataforma de jogos por assinatura e que irá desenvolver um Console, que provavelmente será lançado em outubro de 2019.
Kester Lauratech
A loja de Smartphones Online, passará a vender também Pendrives e HDs Externos para usabilidade no dia dia.
Também devem ser vendidos cartões de memória, e outros produtos que estão em estudo.
A Kester 10 G, ainda irá passar a comercializar serviços de internet por satélite.
Os testes já estão sendo realizados, nas cidades de Porto Alegre e São Paulo, primeiras cidades a terem o serviço implementado.

A Onor deve investir, R$ 10 Milhões para estruturar sua área de Kester Tecnologia, até setembro de 2019.
Isso deve incluir novos equipamentos, instalações de antenas por satélite e lançamento de satélites para as frequências necessárias.
Além da produção de dispositivos para as novas áreas.

O Android Onor continuará a ser produzido pela marca, e distribuído em celulares para a comercialização de marcas como Motorola e Huawei.
Mas, a empresa deve também colocar o sistema em Tablets, criando a Kester Inch.
Esses produtos devem ser importados se tudo der certo, e os testes forem satisfatórios.
Os funcionários da Onor Miccelann, 13,5 mil, em todo o mundo, espalhados por diversos países, devem testar a tecnologia antes dela ser trazida ao público.
Importantes acontecimentos vem por aí, e estaremos acompanhando tudo.