O dia em Porto Alegre e a bebê Jane

Nesta segunda-feira, 29, foi dia de cumprir agenda na cidade de Porto Alegre, no RS.
O Presidente Guilherme Kalel, Nathália Valle e eu, estivemos na capital gaúcha onde firmamos parceria com a Onor Kester 10 G, depois de algumas semanas de acertes.
Além disso, Kalel ainda visitou o cemitério Nossa Senhora de Salete, onde passou pelos túmulos das amigas Giovana Miccelann, Laura Elisa e Kate e Keila Zimmer, sepultadas no local.

Na saída do cemitério algo inimaginável aconteceu.
Encontramos dentro de um saco de lixo, do lado de fora do cemitério, uma criança.
Com só 2 dias de vida, medindo 49 centímetros e pesando 2,2 KG, a pequena Jane.
Nome dado por nosso Presidente Kalel, ao encontrarmos a bebê, para identifica-la no hospital.
A criança passa bem e muito provavelmente será encaminhada para adoção.
A polícia não tem pistas de quem possa ter a abandonado.
Coisa cruel de se fazer, sem qualquer explicação.
Muitas pessoas tem opiniões muito complexas em relação a muitos temas, o aborto é um deles.
Mas, se fosse para abandonar a criança dentro de um saco, ainda mais fechada pra morrer asfixiada, mais antes ter a abortado antes de nascer.
Pelo menos assim, a criança não teria de passar por esse trauma horrível.
Ninguém merece ser tratado desse jeito e deixada como um lixo, ainda mais uma criança inocente, indefesa.
As cenas vivenciadas nesta segunda-feira, revoltaram toda a equipe Royal.
Especialmente nós, do núcleo de sua administração.
Nathália, Kalel e eu, estamos profundamente consternados e chocados com a crueldade dessa pessoa.
E esperamos que Jane possa encontrar, num futuro muito breve, um lar de pessoas que a amem como ela merece ser amada.